(31) 3317-8945 | lider@lidersoftwares.com.br

Blog

CEP busca maior eficiência e eficácia

O Controle Estatístico de Processos (CEP) é uma ferramenta estatística da qualidade desenvolvida por Walter Shewhart no início do século XX e difundida pelo mundo a partir dos anos 60 por Edwards Deming, com a aplicação no ciclo PDCA. O CEP demonstra as variações comuns ou aleatórias na produção, apontando os desvios e possibilitando suas correções, com maior agilidade e com a finalidade de diminuir custos.

O CEP objetiva prevenir que o processo opere fora dos limites de controle pré-estipulados. Com seu conjunto de ferramentas disponíveis, ele busca reduzir ainda mais as variações atuais do processo e elevar a sua exatidão no alcance ao alvo especificado, de forma que os produtos fabricados tenham uma qualidade constantemente uniforme.

Ao reduzir continuamente sua variação, um processo torna-se, do ponto de vista estatístico, mais controlado, previsível e com cada vez menores chances de fabricar produtos defeituosos.

Os dois tipos de variação que o CEP procura eliminar são decorrentes de causas comuns e causas aleatórias. Causas comuns são atreladas as variações inerentes e naturais ao processo, e, por isso, são mais difíceis de eliminar. Já causas aleatórias são decorrentes de problemas esporádicos e imprevisíveis, como: queda de energia, erro de setup, matéria-prima fora da especificação, dentre outros.

CEP Avançado

Você pode aprender ferramentas de estatística avançadas num curso complementar da Líder. Neste treinamento serão discutidos vários conceitos, como Cartas de Controle (X barra-R/X Barra-S /I-AM /P /NP /C /U), Capacidade de Processo, Índice de Capacidade Efetiva do Processo – Cp e Cpk e Análise de performance para dados normais, dados não normais e não paramétrico. Confira!